Blog

Respirar ar de qualidade não custa mais dinheiro

Autor: PassivHaus
22/05/2019



Quando todos vivemos e trabalhamos dentro de edifícios a qualidade do ar que respiramos dentro deles é muito importante.

 

O ar que respiramos é tão importante como aquilo que comemos e bebemos.

 

A Organização Mundial de Saúde estima-se que haja no mundo 4,3 milhões de mortes prematuras por ano associadas à má qualidade do ar dentro dos edifícios. Mas as Passive House têm requisitos técnicos que garantem melhor qualidade do ar interior e por consequência uma melhor saúde das pessoas. As Passive House exigem uma renovação de ar mínima efectiva de modo a proporcionar ar de qualidade. 

 

Este conceito não lhe diz nada? Vejamos…

 

A taxa de renovação do ar (T), em renovações por hora, é a relação entre o caudal (Q) movimentado, em metros cúbicos por hora, e o volume de um espaço (V), em metros cúbicos, e expressa-se pela fórmula:

 

 

Por outras palavras, é o número de vezes que um determinado volume de ar é totalmente trocado num determinado intervalo de tempo. Ou ainda se quiser…indica o número de vezes que o volume de ar de um ambiente é totalmente substituído a cada hora. 

 

À parte deste detalhe técnico…


Em Portugal a legislação exige algum cuidado na análise e verificação da qualidade do ar interior. Por exemplo a taxa de renovação de ar para edifícios de habitação é de 0,4ren/h. Na Portaria nº 353-A/2013 é possível encontrar informações sobre quais os agentes poluidores a considerar (como por exemplo o CO2 ou os COVs), quais os limites de protecção desses agentes entre outras.


Apesar da legislação existente é difícil garantir em todos os momentos os níveis de protecção destes poluentes… Até porque não há uma monitorização constante dos edifícios. Mas nas primeiras Passive House em Portugal foi realizada essa monitorização e na primeira reabilitação de um escritório com requisitos nZEB, o nZEB Office +, também.


Curiosos sobre o desempenho deste edifício quanto à qualidade do ar interior?

Bom, podem sempre consultar a plataforma on-line onde é possível monitorizar os parâmetros de forma muito simples e ao segundo. Esta plataforma é aberta a todos apenas terá que introduzir o user e password, Passivhaus e Passivhaus, respectivamente.

 

 

 

 

O sistema de ventilação com recuperador de calor que estes edifícios têm é fundamental para garantir a qualidade do ar interior, mas também o conforto e eficiência energética, aliás como descrito no artigo “Eficiência Energética vs Ventilação: dois opostos?”

 

Este sistema de ventilação tem um custo inicial, de utilização e manutenção. O custo do investimento inicial pode variar muito de acordo com o traçado da rede, com o equipamento escolhido, com os acessórios ou com a mão de obra, e é um custo que pode corresponder a 1 ou 2 % do investimento total…ou até menos. O custo de manutenção do equipamento, sobretudo a substituição dos filtros, é irrisório no ciclo de vida da utilização do edifício. Mas e o custo de utilização?

Não é esta a pergunta que deve fazer…a pergunta certa é a seguinte: quanto está disposto a pagar pela sua saúde?

A monitorização feita nestes edifícios demonstra que o custo associado à utilização do sistema de ventilação com RC (recuperação de calor) equivale à de uma lâmpada LED.
Este equipamento, como aliás todos os equipamentos das Passive House, é extremamente eficiente e permite garantir o cumprimento dos limites da concentração de dióxido de carbono.

 

 

 

 

O sistema de ventilação com RC instalado no nZEBOffice+ está a trabalhar com um caudal equivalente a um pequeno apartamento (cerca de 100m3/h) e com um consumo eléctrico médio de 17W ou 0,17Wh/m3. Se considerarmos um custo de energia eléctrica de 0,22€/kWh e calcularmos os custos para um dia (24h), concluímos:

 

 

 

 


 

…Sabia que o custo de ter um ar interior de qualidade é de apenas 33€…POR ANO?

 


 

 

Surpreendido? 

 

Fazendo uma estimativa anual muito rápida verificamos que o consumo eléctrico deste equipamento é cerca de 33€/ano...menos que uma consulta médica da especialidade.

 

33€/ano é o custo que tem para garantir a toda a família um ar de qualidade…
33€/ano é o custo que tem para possibilitar melhorar a produtividade dos seus colaboradores…
33€/ano é o custo que tem para evitar o absentismo laboral por motivo de doença...
33€/ano pode ser o custo a pagar para fazer a diferença…

 


Tag(s): #QualidadeDoArInterior #Saude #Economia #Custos #Ventilacao

Subscreva a Newsletter Passivhaus Portugal

   
   
© 2018 Associação Passivhaus Portugal
by INOVAnet

Associação Passivhaus Portugal