Blog

A importância das janelas - Parte 2

Autor: Passivhaus Portugal
30/09/2020



Como prometido, neste texto tentaremos apresentar alguns parâmetros que devem ser considerados aquando da definição das janelas por forma a optimizar a relação desempenho vs custo. Num dos últimos artigos referimos que as janelas são um elemento complexo e de elevado custo e há parâmetros de avaliação fundamentais.

Mas quais são?

 

O coeficiente de transmissão térmica superficial da janela, valor de Uw, é resultado da escolha dos diferentes componentes da janela e indica a quantidade de calor que é transmitido através da janela.

 

Quanto menor este valor…melhor desempenho tem a janela, ou seja menor é a quantidade de energia térmica que é transmitida entre o interior e exterior e vice-versa.

 

Este valor é influenciado por muitas das características, como por exemplo o tipo de capa que o vidro deve conter, o tipo de perfil intercalar ou separador dos vidros, a espessura da câmara entre vidros, o tipo de gás existente entre os vidros (caso sejam vidros duplos ou triplos) ou até de que material é feito a caixilharia.

 

A escolha do vidro é particularmente importante porque é o único elemento da envolvente do edifício que permite ter ganhos de calor úteis significativos.

 

 

Outro parâmetro a considerar é o sistema de abertura da janela e há vários sistemas no mercado. Alguns dos mais antigos são o de “guilhotina” e o “de correr”, mas estes são também (usualmente) os menos eficientes, quer do ponto de vista térmico, quer acústico.

 

Os sistemas de batente (e suas variações) com vedação são os mais interessantes do ponto de vista do dimensionamento de uma Passive House, não só porque permitem melhor desempenho acústico e térmico da janela, mas também porque têm um bom comportamento à permeabilidade ao ar.

 

Este tipo de abertura é dos que garante maior estanquidade ao ar, e um dos requisitos das Passive House é exactamente a garantia de uma muito elevada estanquidade ao ar. Existem também janelas deslizantes de elevado desempenho. As janelas devem desde logo garantir esse desempenho e este parâmetro também deve ser dado pelo fabricante.

 

Fonte: Juraj Mikurcik, casa Old Holloway

 

A janela é um elemento arquitectónico importante, pois permite a ligação entre o interior e exterior e é responsável pela iluminação natural. Há países, por exemplo no norte da europa, em que a iluminação natural e área visível para o exterior é tão relevante como a eficiência energética do espaço. Por isso a relação entre a área de vidro e a área de caixilharia deve ser optimizada, até porque essa relação tem um grande impacto no desempenho e no custo de uma janela.

 

De acordo com uma análise da Green Building Store (imagem abaixo) podemos dizer que a janela com maior rácio entre vidro e caixilharia é a que apresenta melhores resultados: melhor desempenho e preço mais baixo. É caso para dizer que o mais simples é o mais eficiente (o que se verifica também noutros casos quando analisamos ou dimensionamos uma Passive House).

 

 

Fonte: Green Building Store

 

Estas são apenas algumas dicas que devemos considerar na escolha de uma janela, mas a verdade é que o projecto de uma Passive House deve ser sempre analisado de um ponto de vista holístico. Uma boa notícia…temos toda as soluções em Portugal para ter janelas de elevado desempenho.


Tag(s): #Janelas, #Conforto, #Desempenho, #Economia

Subscreva a Newsletter Passivhaus Portugal

   
   
© 2018 Associação Passivhaus Portugal
by INOVAnet

Associação Passivhaus Portugal